Lodo do 13º Fórum de Governadores da Amazônia

 Notícias

Secretários debatem mudanças na comunicação governamental

Entre as propostas apresentadas está a criação da Agência de Notícias da Amazônia

Entre as propostas apresentadas está a criação da Agência de Notícias da Amazônia

A comunicação governamental foi um dos pontos da pauta no 13º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, ocorrido no Amapá, na quinta e sexta-feira, 26 e 27. Pela primeira vez, o eixo foi discutido e inserido na Carta de Macapá, documento que os governadores assinam, conjuntamente, focando no desenvolvimento da Amazônia.

O secretário de Comunicação do Amapá, Gilberto Ubaiara, explicou que os gestores deliberaram pela criação do Fórum Permanente de Comunicação Pública Governamental da Amazônia, e que o nivelamento será fundamental.

“A linguagem é apresentada de forma diferente entre os Estados da Amazônia Legal. Aqui estamos discutindo as soluções dentro da comunicação, abordando tanto o viés institucional, como a publicidade e a pesquisa”, frisou Ubaiara.

O secretário de Comunicação do Estado do Pará, Daniel Nardin, destacou que a discussão e o compromisso entre os Estados em pactuar a parceria podem mudar o modelo de comunicação prestada pelos governos à sociedade.

“Nossa forma de se comunicar com o cidadão ainda é muito unidirecional. Precisamos repensar a respeito dos métodos aplicados nos governos, debater sobre o relacionamento com a imprensa e entender as novas tecnologias para se adequar aos novos moldes de divulgação, planejamento e gerenciamento de crises”, declarou.

O gestor apresentou aos governadores que integram o fórum as deliberações realizadas e as articulações que serão feitas junto ao governo federal. Nos dias 2 e 3 de fevereiro, ocorrerá uma reunião dos secretários com os representantes da Secretaria de Comunicação da Presidência e Ministério do Turismo.

Entre as propostas que serão apresentadas pelos gestores estão a criação da Agência de Notícias da Amazônia, a inclusão de porta-vozes da região amazônica na Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), além de ações de governo, que visam valorizar e promover o turismo na região, assim como é realizado no Nordeste.

A programação do 13º Fórum de Governadores da Amazônia Legal encerrou nesta sexta-feira, 27. Além do eixo da comunicação, outros seis foram debatidos entre os chefes de Estado e secretários de governo.

Esta é a segunda vez que o Estado amapaense sedia o encontro, que foi criado em 2008, com o objetivo de discutir propostas comuns de desenvolvimento sustentável, que possam ser implementadas pelos nove Estados que compõem a Amazônia Legal: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Tocantins, Maranhão, Roraima, Rondônia e Mato Grosso.